BLOG DO COVEIRO

Contatos: wenddel_cocal@hotmail.com Fone/WhatsApp: (86) 99972-6801.

terça-feira, 7 de julho de 2015

Envenenamento de animais revolta moradores do povoado Itapecuru, zona rural de Cocal

Os moradores do povoado Itapecuru, zona rural de Cocal, que têm animais domésticos, estão apreensivos após a morte de dezenas animais. Mais de 30 animais, entre cães e gatos morreram em um período de dois meses. Segundo os responsáveis pelos bichos, eles foram envenenados durante a madrugada.

Foto Ilustrativa extraída do Google Imagens
Inconformada com a situação, a moradora Valdirene Neres entrou em contato com o editor do Blog do Coveiro para que divulgasse o que está acontecendo na localidade a fim de que o autor das atrocidades pare com este ato criminoso. Valdirene informou ainda que só da sua residência, um cachorro, um gato e uma porca foram envenenados. Dezenas de urubus também apareceram mortos depois de se alimentarem das carniças.

Para Valdirene, o maior problema, além da crueldade contra os bichos, é a possibilidade de crianças entrarem em contato com a substância tóxica e também serem envenenadas.

"O meu cachorro saiu de casa e alguns minutos depois ele voltou cambaleando, sem firmeza nas patas, passando mal, tendo crises convulsivas e vomitando. Quando ele percebeu que a crise era grande e não iria superar, os olhos dele se encheram de água e as lágrimas pingavam no chão. Eu fiquei impressionado com aquilo. E depois disso ele deitou e não deu tempo para mais nada. Após uns 20 minutos de muito sofrimento ele morreu", disse um morador que preferiu não se identificar.

Os moradores já tem um suspeito, mas não o denunciaram por falta de provas. Em casos de maus tratos a animais, como também os envenenamentos, devem ser denunciados na Polícia Civil. A pena vai de três meses a um ano, prevista na lei de crime ambiental. “É muito importante que se registre o boletim de ocorrência. Feita a denúncia se inicia imediatamente um trabalho de investigação, que visa reunir o maior número possível de provas da materialidade do crime e do seu autor. Concluindo os trabalhos de investigação, é remetido para a Justiça para que o responsável pelo crime seja submetido à decisão judicial", afirmou um policial.

Nenhum comentário: