BLOG DO COVEIRO

Contatos: wenddel_cocal@hotmail.com Fone/WhatsApp: (86) 99972-6801.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Caso velório interrompido: Polícia indicia suspeita de agredir a própria mãe em Cocal

A senhora Maria de Fátima Carvalho Miranda, de 43 anos suspeita de agredir a mãe de 69 anos na cidade de Cocal, Norte do Piauí, vai ser indiciada por agressão e maus-tratos. O laudo do Instituto Médico Legal (IML) apontou várias lesões na vítima. O corpo da idosa foi retirado do caixão e o velório acabou sendo interrompido no dia 28 de dezembro após a polícia receber denúncia de que ela havia morrido supostamente em decorrência das agressões praticadas pela própria filha. CLIQUE AQUI E REVEJA


Na ocasião, o corpo foi enviado para Teresina para que fosse feito um exame cadavérico, no entanto, segundo o laudo do IML, as lesões não determinaram a causa da morte. De acordo com o policial civil Walter Brune, mesmo o documento não tendo sido determinante, a polícia ainda irá ouvir mais nove testemunhas e a investigação deverá responsabilizar a filha por lesão corporal e agressões.


"Ela deve ter morrido foi de desgosto. A causa da morte não foi determinada, mas a lesão corporal e os maus-tratos ficaram evidenciados. Nós vamos continuar com as investigações e ouvir mais testemunhas para proceder o indiciamento. A filha estava no velório como se fosse a coisa mais normal do mundo", disse o policial.


O corpo da idosa foi liberado um dia após a realização de exames em Teresina e entregue para a família. No dia em que a polícia interrompeu o velório a filha prestou depoimento e admitiu que batia na mãe porque ela chorava muito durante a noite. Também em depoimento à polícia, o filho e a nora da própria suspeita afirmaram que ela teria dado uma cadeirada na idosa um dia antes do falecimento.


Fonte: Portal G1


Nenhum comentário: