BLOG DO COVEIRO

Contatos: wenddel_cocal@hotmail.com Fone/WhatsApp: (86) 99972-6801.

sábado, 13 de fevereiro de 2016

Homem esfaqueia cunhado e alega legítima defesa ao se entregar a policia em Cocal

O jovem Francisco das Chagas Carvalho da Silva, conhecido popularmente como "Chaguinha", de 25 anos, foi esfaqueado na noite desta sexta-feira (12/02), por volta das 22:00 horas, no povoado Campestre dos Tonícos, zona rural de Cocal. A Policia Civil foi informada do ocorrido e com o apoio da Policia Militar e da Guarda Municipal, foram ao local atender a ocorrência e detiveram o cunhado da vítima, identificado como Mardonio Machado Cardoso, de 26 anos, que de forma espontânea se entregou a policia.


Chaguinha foi atingido com uma facada na altura das costelas do lado esquerdo e seu estado de saúde é considerado grava. Ele foi socorrido por populares e encaminhado ao Hospital Joaquim Vieira de Brito em Cocal, onde recebeu os primeiros socorros. Devido a gravidade do ferimento, uma equipe do SAMU o transferiu ao Hospital Estadual Dirceu Arcoverde em Parnaíba, onde foi submetido a uma intervenção cirúrgica. 

Flagrante (foto) feito por um internauta que enviou ao Blog do coveiro via WhatsApp (86) 9 9972-6801
O suspeito foi conduzido a Delegacia de Policial Civil de Cocal, onde confirmou que investiu contra o cunhado com uma faca, mas afirmou que agiu em legítima defesa, já que foi agredido primeiro. Ele ainda disse que os dois tem uma rixa há mais de cinco anos.

"O Chaguinha me bateu e me derrubou da moto sem eu fazer nada com ele. Eu puxei a faca e disse que não queria feri-lo, mesmo assim ele veio pra cima de mim e acabei o acertando. Ele tem raiva de mim há mais de 5 anos, desde que comecei a namorar a irmã dele, desde então, venho esse tempo todo sofrendo provocações e ameaças por parte do meu próprio cunhado, disse Mardonio. 


Segundo os policiais que atenderam a ocorrência, a versão também foi confirmada pelas testemunhas. "Ouvimos algumas testemunhas e familiares que estavam no local. Todos relataram que a vítima investiu primeiro contra a vida do acusado. E o acusado, para se defender, acabou desferindo um golpe de faca na vitima", informou o agente civil Walter Brune.


Mardonio pernoitou no xadrez e após prestar esclarecimentos à autoridade policial, que optou fazer o flagrante por portaria, foi liberado e aguardará a continuação das investigações do inquérito policial em liberdade.


A Delegada Daniella Dinali explica que a prisão antes da sentença da Justiça é uma exceção. Ela acontece no caso de flagrante, que nesse caso optamos fazer por portaria, ou se a investigação entende que o suspeito pode prejudicar a ordem pública, a instrução criminal ou a aplicação de pena (caso de fuga). Como o suspeito, nesse caso, se apresentou à polícia e está à disposição da justiça, se justifica responder ao processo em liberdade.




Nenhum comentário: