BLOG DO COVEIRO

Contatos: wenddel_cocal@hotmail.com Fone/WhatsApp: (86) 99972-6801.

domingo, 21 de fevereiro de 2016

Morte do pequeno Leonardo, de 6 anos, pode ter sido motivada por vingança

A Polícia Civil de São Sebastião trabalha ininterruptamente para elucidar o homicídio de Leonardo de Jesus Santos, de 6 anos. Após sumir na quinta-feira, o menino foi achado morto no sábado à tarde, perto de sua casa, em Juqueí, uma das mais badaladas praias do Litoral Norte. (clique aqui e reveja)O crime causou grande comoção entre moradores e turistas que frequentam o local e tudo leva a crer que o assassino seja da própria comunidade.

Removido ao Instituto Médico-Legal (IML) de São Sebastião, no Centro, o corpo da criança foi submetido a exame necroscópico e liberado neste domingo (21) para sepultamento, ocorrido às 17 horas, no Cemitério de Juqueí. O laudo ainda não ficou pronto, mas o Portal a Tribuna apurou que ele foi “inconclusivo” para atestar a morte, mas não há dúvidas de que se trata de homicídio. Sinais de abuso sexual não foram detectados.


“O menino apresentava um corte profundo no lado direito da face, da boca até a bochecha, e tinha bastante sangue na nuca, mas não foi possível visualizar bem esta área por causa do couro cabeludo”, conta o chefe dos investigadores do 2º DP de São Sebastião (Boiçucanga), Ricardo Marques. Ainda conforme ele, o garoto trajava apenas uma cueca branca, mesma peça de roupa que vestia quando fora visto pela última vez.

Descartado eventual estupro, a Polícia Civil apura a hipótese de vingança contra a família do menino, por mais difícil que seja aceitá-la, devido à violência e à crueldade empregadas contra uma vítima tão indefesa. Porém, não são desprezadas outras linhas de investigação. Diversas pessoas já depuseram e outras ainda serão ouvidas. Identificar e prender quem matou Leonardo é ponto de honra para os policiais.

O desaparecimento

Na quinta-feira, por volta das 16 horas, Leonardo saiu de casa pedalando uma bicicleta preta para ir à casa de um amigo residente na mesma rua. Como o garoto não voltava, o seu pai foi buscá-lo, quando soube que o filho sequer chegara ao destino. A partir daí, a notícia do desaparecimento da criança logo se espalhou pelo bairro, e até fora dele, por meios das redes sociais, sendo iniciado um mutirão para encontrá-la.

As polícias Civil e Militar também foram acionadas e passaram a apurar o misterioso sumiço. Porém, foi o trabalho de um conselheiro tutelar de São Sebastião, residente em Juqueí, e de dois amigos que resultou na localização do cadáver. Durante varredura em um terreno, que fica a cerca de 300 metros da casa de Leonardo, o trio encontrou o corpo no meio do mato. A bicicleta estava a 10 metros da vítima.

Os pais da criança foram até o terreno e reconheceram o filho. Separados, eles moram em casas próximas. O menino residia com a mãe, mas todos os dia tinha contato com o pai. O delegado seccional de São Sebastião, Múcio Alvarenga, também esteve no terreno e cobrou o máximo empenho de seus policiais para esclarecer o caso. Ele também comanda a Polícia Civil nas cidades de Ilhabela, Caraguatatuba e Ubatuba.

O terreno está situado na Rua Simeão Faustino. Cercado por alambrado na maior parte de sua extensão, ele apresenta pontos sem obstáculo, o que facilita o fácil ingresso de qualquer pessoa. A área é utilizada pela Prefeitura de São Sebastião para guardar caminhões, retroescavadeiras e maquinários usados na pavimentação de ruas e em outras obras públicas e serviços urbanos, conforme informa Marques.

Fonte: Portal a Tribuna 





Nenhum comentário: