BLOG DO COVEIRO

Contatos: wenddel_cocal@hotmail.com Fone/WhatsApp: (86) 99972-6801.

sábado, 13 de agosto de 2016

Polícia Civil registra furtos de carteira e celular durante a segunda noite dos festejos de Cocal

Pelo menos cinco pessoas foram furtadas na noite desta sexta-feira (12/08), durante a segunda noite de festas alusivas a padroeira da cidade de Cocal. Três pessoas acabaram ficando seus aparelhos celulares e outras duas sem suas carteiras porta cédulas contendo documentos e dinheiro. Em todas as situações as vítimas foram surpreendidas com a subtração de seus bens em meio a multidão na Nova Praça de Eventos. 


Uma das vitimas trata-se um cocalense de 40 anos, que atualmente reside na vizinha cidade de Parnaíba, identificado como João Vieira de Araújo Neto, filho do sr. Sebastião Araújo. Ele teve sua carteira com todos os seus documentos pessoais [RG, CPF, CNH (Carteira Nacional de Habilitação), cartões magnéticos], além do CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo) de uma motocicleta Honda Bros 160, e aproximadamente R$ 1.500,00 (um mil e quinhentos reais) subtraídos. 

A vitima informou a policia que em certo momento durante a apresentação das bandas musicais percebeu que o bolso de trás de sua calça estava desabotoado. Ao procurar pelos seus pertences, notou que carteira contendo o dinheiro e todos os seus documentos pessoais haviam sido furtados. Ainda de acordo o homem, quando se deu conta da situação, ele ouviu outras pessoas relatando que também foram surrupiadas no decorrer da festa. 


João Neto acredita que seus pertences, menos o dinheiro (é óbvio!), foram dispersos em algum lugar pelos larápios, e pede encarecidamente a quem encontrou sua carteira/ou documentos, que, por favor, entre em contato com o mesmo pelos fones: Tim (86) 9.9907-4075 ou Claro (86) 9.9553-6130 / 9.9452-6307, que será bem recompensado.


O suspeito, ou possíveis autores dos delitos, não foram localizados. O número de vitimas pode ser ainda maior, já que muitas delas são moradoras de outros municípios e por esse motivo não comunicaram o fato a policia ou registraram queixa na delegacia de Cocal.

Nenhum comentário: