BLOG DO COVEIRO

Contatos: wenddel_cocal@hotmail.com Fone/WhatsApp: (86) 99972-6801.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Assembleia define entidades que comporão Conselho Municipal de Assistência Social de Cocal

Na manhã desta terça-feira (10), foram escolhidas as entidades que vão compor o Conselho Municipal de Assistência Social de Cocal (CMAS) para o biênio 2017/2018. A Assembleia aconteceu na sede do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e reuniu representantes do poder público e entidades não-governamentais.

O objetivo do Conselho é avaliar, analisar a aplicação correta dos recursos e definir metas sobre a política de Assistência Social. É composto por um total de 20 pessoas, sendo 10 titulares e 10 suplentes.


Ao final da Assembleia, ficaram definidas as seguintes entidades: Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), Associação de Moradores do Povoado João Mendes, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Cocal e Pastoral da Criança, que sua por sua vez, também representa a igreja Católica, além da representação do Bolsa Família.

De acordo com a secretária municipal de Assistência Social de Cocal (SMAS), Deuzenir Portela, a pluralidade e a participação do Conselho é fundamental para o planejamento e acompanhamento de todas as atividades desenvolvidas pela pasta no município. Para ela, a pronta resposta ao chamado para participarem da Assembleia é uma prova do interesse dos usuários das políticas públicas em Assistência Social.


“É muito gratificante ver o reconhecimento e a força de vontade do povo cocalense de colaborar com a secretaria a desenvolver o seu papel. É de extrema importância que o Conselho acompanhe nosso trabalho, saiba como estamos investindo, quais são os gatos, etc. E por isso, quero agradecer às pessoas que fizeram parte da gestão 2015/2016 e às entidades que hoje atenderam ao nosso chamado”, destaca.

Para Deuzenir Portela, a efetividade e os resultados positivos obtidos ao longo do ano, através da parceria entre Secretaria e o Conselho é decorrente do conhecimento que essas entidades têm sobre seu papel social. “É um órgão muito participativo e o nosso maior cuidado ao fazer essa Assembleia foi frisar bem a importância dessas instituições. São parceiros que sabem qual é o seu papel, suas responsabilidades e que levam o nome da Assistência social para onde quer forem”, conclui. 


O CMAS é um órgão deliberativo, consultivo e fiscalizador, composto por membros da Sociedade Civil e do Poder Executivo Municipal, formado por cinco representantes indicados pelos órgãos que compõem a administração municipal e cinco representantes de entidades da sociedade civil, cada um deles, com seus respectivos suplentes.

O próximo passo do processo de formação do Conselho é a indicação dos representantes de cada entidade, que serão selecionados em assembleias internas para então serem oficializadas como representantes do Conselho. A etapa final é a indicação dos representantes do poder público pelo prefeito Rubens Vieira.

Nenhum comentário: