BLOG DO COVEIRO

Contatos: wenddel_cocal@hotmail.com Fone/WhatsApp: (86) 99972-6801.

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Governador Wellington Dias tem 48h para resolver impasse no caso Barragem Algodões

O caso do rompimento da barragem algodões continua sendo um dos maiores entraves vividos pelo Governador Wellington Dias (PT). Na tentativa de solucionar o pagamento de indenizações entre as vítimas dos atingidos, na manhã desta quarta-feira (05/04) aconteceu a audiência de conciliação no Tribunal de Justiça do Piauí onde o Desembargador Luiz Gonzaga Brandão de Carvalho determinou 48h para que a Secretaria da Assistência Social e Cidadania (Sasc) cumpra a decisão judicial favorável as vítimas.

Audiência de conciliação foi realizada no Tribunal de Justiça do Piauí (Foto: Francicleiton Cardoso)
O representante da Associação das vítimas do rompimento da barragem algodões (AVABA), Corsino Medeiros diz que já foram realizadas todas as exigências e o andamento do processo já passou por todas as esferas da justiça. “São oito anos de espera isso não é brincadeira, apesar de em algum momento eles terem demonstrado situação de parceria, o Governador do Estado não quis em nenhum momento resolver a questão”, Corsino acredita que a não atenção de Wellington Dias já se tornou uma questão pessoal.

De acordo com o presidente da AVABA, o governo vem sempre dando um jeito de esconder e dificultar a todo custo que a situação seja resolvida.


Durante a audiência a Secretaria da Assistência Social e Cidadania (Sasc), solicitou novas declarações individualizadas na tentativa de dificultar ainda mais o pagamento das indenizações.  O secretário José Santana (PMDB), alegou não poder afirmar que existem declarações individualizadas.

Barragem Algodões rompeu no dia 27 de maio de 2009 matando nove pessoas (Foto: Francisco Gilásio)
“Eu só não sei qual é a razão de que mesmo que porventura existisse qual a objeção de alguém que vai receber um dinheiro que será beneficiado que possa realizar novas assinaturas”

Na audiência estiveram presentes o presidente da Avaba, Professor Corcino Medeiros, o advogado Antônio Carlos Galli, estava um representante da secretário de Fazenda, Rafael Fonteles, Secretário da Sasc, José Santana e representantes da Procuradoria Geral do Estado.

Audiência de conciliação foi realizada no Tribunal de Justiça do Piauí (Foto: Francicleiton Cardoso)
O pagamento aos atingidos pelo rompimento da barragem foi autorizado pela assembleia legislativa desde dezembro de 2016 e o governo vem se esquivando de pagar o acordo, causando ainda mais sofrimento e dor a quase mil famílias dos Municípios de Cocal e Buriti dos Lopes que perderam tudo com o rompimento da barragem em 2009.

Como a situação não foi resolvida o Desembargador Luiz Gonzaga Brandão determinou que uma nova audiência seja realizada e intimou o Governador Wellington Dias (PT) que compareça a audiência final para decidir o caso.

Fonte: Do Local Francicleiton Cardoso para o Portal Clube Sat
Publicado por: Victor Nery 

Nenhum comentário: